Items filtered by date: June 2016

A instituição de um programa de compliance nunca foi tão discutida como nesses últimos anos no Brasil, vindo ao encontro das surpreendentes revelações advindas das investigações e dos casos de corrupção apresentados no panorama brasileiro. Diante desses fatos, pode-se evidenciar como as organizações envolvidas nos escândalos sofreram consequências diretas na reputação, além de perdas financeiras, de negócios e de valor no mercado. Sim, a reputação. Muito valiosa e, quando atingida, reflete diretamente a imagem e o nome da empresa. Logo, ocasionando uma repercussão que, dependendo do caso e do impacto, fazem com que algumas companhias cheguem a cogitar a alteração do seu nome, de tão marcada negativamente que ficou perante o mercado brasileiro e global.

Imediatamente, essas circunstâncias demonstram a realidade da corrupção que não se pode e não se deve mais ocultar. Os fatos divulgados na imprensa têm levado muitas empresas a compreender a seriedade de mais controle dos seus atos, o que engloba também os seus stakeholders. As instituições passaram a notar como imprescindível atuarem com proeminência da ética, comprometimento da alta direção e a consolidação da cultura corporativa em prol do compliance - sendo relevante, neste sentido, o fortalecimento da Governança Corporativa e a criação de programas de conformidade, fundados sob a perspectiva do planejamento estratégico da organização.

Além disso, cabe salientar que o compliance deve ser aplicado de forma efetiva e não somente um programa existente para outros verem - uma vez que compliance que não é real, não é compliance. Nessa conjuntura, o programa de integridade deve estar pautado em prevenção de riscos de fraude e corrupção, mas, também, na adequação das corporações às questões legais e regulatórias, específicas ao setor no qual atua. Muitos entendem que o investimento é elevado; todavia, não se pode deixar de lado que o comprometimento das empresas trazem muitos benefícios vindouros à própria companhia e ao país - que hoje se encontra, ainda, desacreditado pelos investidores.

A perda de confiabilidade do Brasil foi corroborada com o rebaixamento das notas de crédito pelas três agências de risco que possuem maior visibilidade no mundo. Primeiramente, pela agência Standard & Poor’s, em seguida pela agência Fitch Ratings, e depois pela Moody’s, um marco no retrocesso da economia brasileira. Diante disso, se evidencia que uma das causas desse decréscimo econômico deu-se pela instabilidade econômica e política brasileira decorrentes da corrupção confirmada na maior investigação em curso: a Operação Lava Jato.

O Brasil é um país com imensa possibilidade de crescimento, mas a corrupção é um anacronismo, visto que impacta diretamente no desenvolvimento econômico, afeta a justiça social, bem como o Estado de Direito; por conseguinte, convém ser combatida de forma contundente. Vislumbra-se que tanto o mercado, quanto a sociedade, não têm perdoado as companhias flagradas em atos ilícitos e fraudes, visto que apresentam uma posição de verdadeiro repúdio às empresas envolvidas com a corrupção.

Aliás, nessa perspectiva, não se pode esquecer que ações como esta remetem a uma via de mão dupla. Quando uma fraude é descoberta, com operação e denúncia deflagrada, automaticamente os mercados rebatem negativamente e conjecturam as suas consequências. Inevitavelmente, suscita reflexos na economia do país, além de perdas - de reputação, financeira e de credibilidade, que são inestimáveis para a sustentabilidade corporativa. A realidade atual não permite escolhas erradas, pois os resultados são calamitosos, principalmente em decorrência da crise econômica.

 

Desse modo, manter-se no mercado, nos dias de hoje, é um desafio que as companhias devem enfrentar, tendo como enfoque uma atuação íntegra em seus negócios. Sendo assim, não se admite a existência de “lacunas”, como a falta de lisura que venha a colocar em risco o progresso e futuro da empresa. Esse é o momento de concretizar profundas transformações desse cenário com ações de prevenção, inclusive com a instituição do compliance, sendo essencial que as organizações ponderem para a sua efetivação. Espera-se que façam isso para seu próprio aprimoramento e engajamento de mais transparência, de modo que a integridade e a ética sejam o eixo central da condução dos negócios, reverberando, consequentemente, no crescimento e no fortalecimento da boa reputação.

 

Sob esse prisma, essa mudança demanda o comprometimento de todos os envolvidos, mas no fim, valerá a pena. Afinal, quando se trata de negócios, a ética, a integridade, a transparência e a boa-fé são bases fundamentais para o desenvolvimento, bom êxito e a sustentabilidade da companhia no mercado, bem como, para a economia do país.

Published in Blog Posts

Duis viverra nibh a felis condimentum pretium. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Sed eleifend urna eu sapien. Quisque posuere nunc eu massa. Praesent bibendum lorem non leo. Morbi volutpat, urna eu fermentum rutrum, ligula lacus interdum mauris, ac pulvinar libero pede a enim. Etiam commodo malesuada ante. Donec nec ligula. Curabitur mollis semper diam. Duis viverra nibh a felis condimentum pretium. Nullam tristique lacus non purus. Donec vel felis. Etiam et sapien. Pellentesque nec quam a justo tincidunt laoreet. Aenean id enim. Donec lorem arcu, eleifend venenatis, rhoncus mollis, semper at, dui.

Praesent velit tellus, adipiscing et, blandit convallis, dictum at, dui. Integer suscipit tortor in orci. Phasellus consequat. Quisque dictum convallis pede. Mauris viverra scelerisque mauris. Nulla facilisis, elit malesuada pretium egestas, dolor arcu commodo est, at egestas massa tortor ut ante. Etiam eget libero. Aenean pretium, tellus sed sodales semper, turpis purus aliquet orci, pulvinar ornare odio tortor sit amet dui.

Aenean id orci. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Vivamus magna. Mauris tincidunt iaculis enim. Duis a mi vitae sapien dapibus tincidunt. Proin metus.

Proin cursus, libero non auctor faucibus, urna mi vestibulum orci, sit amet fermentum nibh purus eget enim. Aenean aliquet ligula nec nulla. Praesent sit amet lorem vitae massa hendrerit auctor. Sed sit amet urna. Aenean sapien nunc, imperdiet a, pharetra in, consequat eu, neque. Phasellus vel sem gravida augue consequat tempor. Curabitur eget mauris at pede varius facilisis.

Morbi ut sapien. Morbi arcu mauris, suscipit congue, placerat sit amet, suscipit a, ante. Donec aliquet dui ac nunc. Mauris magna quam, aliquet quis, viverra eu, fringilla eget, purus. Donec tristique pretium sem.

Published in Blog Posts
%AM, %18 %322 %2016 %06:%Jun

Lorem ipsum dolor sit amet consectetuer

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Sed eleifend urna eu sapien. Quisque posuere nunc eu massa. Praesent bibendum lorem non leo. Morbi volutpat, urna eu fermentum rutrum, ligula lacus interdum mauris, ac pulvinar libero pede a enim. Etiam commodo malesuada ante. Donec nec ligula. Curabitur mollis semper diam.Duis viverra nibh a felis condimentum pretium. Nullam tristique lacus non purus. Donec vel felis. Etiam et sapien. Pellentesque nec quam a justo tincidunt laoreet. Aenean id enim. Donec lorem arcu, eleifend venenatis, rhoncus mollis, semper at, dui.

Praesent velit tellus, adipiscing et, blandit convallis, dictum at, dui. Integer suscipit tortor in orci. Phasellus consequat. Quisque dictum convallis pede. Mauris viverra scelerisque mauris. Nulla facilisis, elit malesuada pretium egestas, dolor arcu commodo est, at egestas massa tortor ut ante. Etiam eget libero. Aenean pretium, tellus sed sodales semper, turpis purus aliquet orci, pulvinar ornare odio tortor sit amet dui.

Aenean id orci. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Vivamus magna. Mauris tincidunt iaculis enim. Duis a mi vitae sapien dapibus tincidunt. Proin metus.

Proin cursus, libero non auctor faucibus, urna mi vestibulum orci, sit amet fermentum nibh purus eget enim. Aenean aliquet ligula nec nulla. Praesent sit amet lorem vitae massa hendrerit auctor. Sed sit amet urna. Aenean sapien nunc, imperdiet a, pharetra in, consequat eu, neque. Phasellus vel sem gravida augue consequat tempor. Curabitur eget mauris at pede varius facilisis.

Morbi ut sapien. Morbi arcu mauris, suscipit congue, placerat sit amet, suscipit a, ante. Donec aliquet dui ac nunc. Mauris magna quam, aliquet quis, viverra eu, fringilla eget, purus. Donec tristique pretium sem.

Published in Blog Posts